fbpx

A quarentena nos ensinou, e ainda ensina, muitas coisas e, particularmente, venho refletindo muito sobre isso nas últimas semanas, principalmente voltado para questões financeiras.

Por este motivo, resolvi escrever sobre 5 reflexões financeiras da quarentena:

  1. Podemos ter uma vida mais minimalista?
  2. Qual a importância de uma reserva de emergência na quarentena?
  3. É hora de afiar o machado na quarentena?
  4. Como podemos ter uma renda extra?
  5. O futuro após a quarentena será tecnológico?

Para começar, existe um provérbio Curdo que diz o seguinte:

“Enquanto não tiveres conhecido o inferno, o paraíso não será bom o bastante para ti”.

Provérbio Curdo

Pensando nisso, acredito que passar pela quarentena nos dá uma oportunidade de reconhecer o que é bom para nossa vida e isso inclui as questões financeiras. Como resultado, começo com a primeira reflexão:

1) Podemos ter uma vida mais minimalista?

Primeiramente, para fazer essa reflexão, eu dividi em duas partes, começando com o significado por trás da palavra minimalista.

O que significa minimalista?

Minimalista é algo ou alguém adepto daquilo que é simples e elementar, considerado um estilo de vida para indivíduos que buscam o mínimo possível de meios e recursos para viver.

Acima de tudo, podemos viver a mesma vida, com o mesmo conforto, sem cortar experiências ou empobrecer, ou seja, minimalismo é viver com qualidade e não quantidade, é descobrir o que é realmente importante para você!

Portanto, o primeiro ponto da reflexão financeira dessa quarentena é de que o minimalismo é buscar o mínimo possível de meios e recursos para viver e, com isso, levar a uma vida com mais qualidade e menos quantidade.

O segundo ponto é que, se tem uma coisa que uma crise pode mostrar é a capacidade das pessoas reduzirem seus gastos e o consumo.

Qual sua capacidade de reduzir custos na quarentena?

Primeiramente, você já parou para avaliar o quanto você gastava por mês antes do isolamento e depois do início do isolamento?

Além disso, já avaliou a fatura do seu cartão de crédito antes e depois?

No meu caso, estou reavaliando seriamente em manter minha academia, pelos seguintes motivos:

  • achei conteúdo útil e gratuito na internet;
  • consigo ter a disciplina de fazer exercícios em casa e;
  • estou percebendo resultados muito mais efetivos.

Acima de tudo, repare que nossa vida é uma constante avaliação de tudo o que temos e a quarentena é uma excelente oportunidade para avaliar:

  • os nossos gastos;
  • os maus hábitos financeiros que o isolamento deixou mais nítido;
  • o nosso padrão de consumo, que muitas vezes não é alinhado com a nossa realidade.

Como resultado, o segundo ponto da reflexão é analisar o padrão de consumo antes e depois do isolamento, ou seja, identificar a capacidade de reduzir custos e viver somente com o que é essencial e necessário.

Após analisar esses dois pontos, eu volto para a reflexão: Podemos ter uma vida mais minimalista?

Na minha opinião, acredito que sim e a quarentena veio para provar que podemos viver uma vida mais minimalista, com mais qualidade e menos quantidade.

A segunda reflexão é consequência da primeira:

2) Qual a importância de uma reserva de emergência na quarentena?

Certamente, se por algum momento você foi impactado durante a quarentena por conta de não ter uma reserva de emergência, você também deve ter feito essa reflexão.

Da mesma forma, fiquei imaginando quantas pessoas, empregados, empresários, que não tinham uma reserva de emergência e acabaram passando por alguma dificuldade financeira durante a quarentena.

Portanto, para fazer essa reflexão, eu também dividi em duas partes e, a na primeira delas, eu busquei o significado da palavra emergência.

O que é uma emergência?

A emergência é uma situação onde algo imprevisto acontece subitamente e exige uma solução imediata.

Em primeiro lugar, ninguém previu que em 2020 teríamos:

  • um vírus que se espalharia pelo mundo em uma velocidade tão grande;
  • isolamentos pelo mundo todo;
  • fechamento da maior parte da atividade econômica;
  • que esse efeito cascata impactaria tanto empresários, quanto empregados e até mesmo desempregados.

Por isso, a importância tantas vezes repetida por qualquer conteúdo que você busque sobre finanças pessoais de se ter uma reserva de emergência.

Isso porque, ter uma reserva de emergência é ter capacidade de agir e buscar soluções financeiras em situações não planejadas, que ocorrem subitamente.

Como construo uma reserva de emergência?

Em suma, para construir uma reserva de emergência, você precisa de três passos principais:

  • saber seu custo de vida mensal;
  • investir em ativos com liquidez, ou seja, que você possa resgatar com rapidez, como por exemplo, o Tesouro Selic;
  • guardar de 6 a 12 vezes o seu custo de vida mensal através desses investimentos.

Assim, caso aconteça algum imprevisto, alguma emergência, como ocorreu com a quarentena, você ainda terá de 6 a 12 meses garantidos no mesmo padrão de vida atual.

Por exemplo, suponha uma pessoa que perdeu seu emprego durante a quarentena.

Certamente, caso ela tivesse uma reserva de emergência, ela poderia utilizar desse recurso para manter o mesmo padrão de vida até encontrar um novo emprego.

Na mesma linha, o dono de uma empresa poderia manter o mesmo padrão de vida por alguns meses, mesmo com as portas fechadas.

Resumindo, se você foi impactado financeiramente pela quarentena por não ter uma reserva de emergência, tente priorizar a formação desse recurso assim que as coisas voltarem ao normal.

3) É hora de afiar o machado na quarentena?

A terceira reflexão eu começo com uma frase do Abraham Lincoln, que diz o seguinte:

“Se eu tivesse seis horas para derrubar uma árvore, passaria quatro afiando meu machado”.

Abraham Lincoln

Qual a importância de se planejar?

Em primeiro lugar, analisando a frase do ex-presidente dos EUA, o ato de se preparar para a ação deveria levar mais tempo do que a própria ação, ou seja, vale mais a pena gastar tempo em um bom planejamento do que a execução de fato.

Dessa maneira, a execução seria consequência de um bom planejamento.

Além disso, se não podemos sair de casa, podemos usar esse tempo para nos prepararmos para o que achamos ser necessário em nossas vidas, por exemplo:

  • descansar, aliviar a rotina de stress, passar mais tempos com os filhos ou com a família;
  • focar mais no trabalho, desenvolver um projeto ou uma nova ideia;
  • focar na instrução, ler um livro, fazer cursos online.

Enfim, a ideia é usar esse tempo disponível para afiar o machado, ou seja, se preparar, se planejar, para que quando as coisas voltem ao normal, você possa estar pronto para a execução.

Aproveite a quarentena para se planejar financeiramente

O tempo disponível na quarentena dos finais de semana sem poder sair de caso, pode ser aproveitado para fazer um controle financeiro e analisar os seguintes itens:

  • custos, gastos, padrão de consumo;
  • contas, desperdícios, valores dos planos de assinatura;
  • hábitos financeiros, vícios, itens supérfluos.

Por exemplo, na casa dos meus pais, eles assinam há mais de 15 anos um jornal. Entretanto, como hoje em dia o jornal está cada vez mais em desuso e aproveitando o isolamento para cortar alguns custos, minha mãe resolveu ligar para cancelar o jornal.

Mas sabe o que aconteceu? Eles diminuíram quase 50% o valor da assinatura.

Por isso, aproveite esse tempo da quarentena para renegociar os valores pagos em serviços de assinatura e renegociar as dívidas com bancos e instituições financeiras.

Em resumo, ao buscar uma vida minimalista, você irá reduzir o seu custo de vida mensal através de um planejamento financeiro e, consequentemente, sobrará mais dinheiro para investir em uma reserva de emergência.

4) Como podemos ter uma renda extra?

Estive pensando em como ficamos vulneráveis em ter somente uma única fonte de renda. Seja ela seu salário ou os lucros de sua empresa.

Em apenas alguns dias de paralisação, pessoas perderam seus empregos, empresários tiveram que fechar as portas sem saber se vão voltar a abrir, enfim, parece ser muito arriscado ter uma única fonte de renda.

Não coloque os ovos na mesma cesta

Tem um ditado no mundo dos investimentos que diz: Não coloque todos os ovos na mesma cesta, ou seja, procure diversificar o risco que você tem de depender de uma única fonte de renda.

Por isso, na minha opinião, eu acredito que o futuro caminha cada vez mais para o uso da tecnologia e, ganhar dinheiro com a internet pode ser uma forma de você diversificar o seu risco de viver com apenas uma renda.

Mas então, como eu posso ter uma renda extra?

Por exemplo, suponha no meu caso, que eu tenho um curso online e eu posso vender esse curso para as pessoas, essa já seria uma fonte de renda. Mas, ao analisar os detalhes você vai perceber muitas outras oportunidades de renda.

Por exemplo, para montar o curso, eu preciso gravar as aulas, então uma pessoa que tenha um ambiente adequado, com uma boa iluminação, decoração e os equipamentos para gravação de aulas, também pode ganhar dinheiro.

Depois, eu preciso de alguém pra editar a filmagem, cortar os erros, ajustar o áudio com o vídeo, ou seja, mais uma forma de ganhar dinheiro.

Posteriormente, com o curso pronto, eu preciso divulgar para as pessoas, fazer artes pra divulgar nas redes sociais, toda a identidade visual, também é outra fonte de renda.

Depois disso, preciso que as pessoas fiquem sabendo do meu curso, para isso, tem gente que é expert em anúncios no Instagram, no Facebook e ganham dinheiro com isso.

Por fim, suponha que você não queira fazer nada disso, você pode ganhar comissão indicando pessoas para comprar o meu curso.

Então repare, que um simples exemplo, existem várias oportunidades de ganhar uma renda extra, utilizando a tecnologia.

Existem outras formas de ganhar renda?

Existem outras formas de ter uma renda extra, como por exemplo, ter ações ou ser sócio de empresas para receber seus rendimentos e dividendos.

Nesse caso, você precisaria entrar com o dinheiro para, posteriormente, colher os frutos do investimento.

Entretanto, a última reflexão que eu pensei sobre ter uma renda extra é que existem atividades que são essenciais para o ser humano.

Por exemplo: quais foram os únicos estabelecimentos abertos durante a quarentena?

  • Saúde: principalmente farmácias
  • Alimentação: supermercados ou restaurantes que, mesmo fechados, estavam fazendo entregas.

Portanto, acredito que serviços essenciais serão sempre uma boa opção para ganhar uma renda extra.

5) O futuro após a quarentena será tecnológico?

Se tem uma coisa que a quarentena mostrou é de que os negócios tecnológicos sobrevivem às pandemias.

Por que os negócios tecnológicos sobrevivem à quarentena?

Existem dois motivos para que empresas de tecnologia sejam menos impactadas com o isolamento feito na quarentena:

  • eles já trabalhavam em regime de home-office há muito tempo;
  • esse tipo de negócio fica muito mais essencial em períodos como a quarentena.

As pessoas precisam se comunicar, mesmo que seja a distância e, para isso, utilizam da tecnologia, seja por ligação, seja pela internet.

Por exemplo, um programador consegue trabalhar de casa, ou melhor ainda, ele já trabalhava de casa antes do isolamento.

Como você estará inserido no futuro tecnológico em termos financeiros?

Por isso, pensar em um futuro conectado, tecnológico e, como você estará inserido nesse mundo no futuro em termos financeiros é extramente essencial.

Além do mais, pense em como você pode se antecipar a esse movimento, se é que já não estamos atrasados, e vislumbrar alguma forma de ganhar dinheiro com isso.

Deixe seu comentário sobre o que achou das reflexões ou escreva pra mim no contato@murilomassaretto.com.br.

Murilo Massaretto

Murilo MassarettoEconomista com especialização em Finanças, Investimentos e Banking