fbpx

No capítulo 4 do livro Pai Rico, Pai Pobre o autor ensina que você precisa cuidar dos seus negócios, ou seja, investir em ativos e somente depois comprar artigos de luxo com os rendimentos desses ativos.

Por outro lado, nesse capítulo, vamos aprender a quarta lição sobre impostos e sociedade anônimas.

Capítulo 5 – Lição 4: A história dos impostos e o poder da sociedade anônima.

Em resumo, neste post falarei de:

Impostos: Teoria x Prática

Quando você estuda a história dos impostos, aparece uma perspectiva interessante. Como já disse, a aprovação dos impostos só foi possível porque as massas acreditavam na teoria Robin Hood da economia, que era tirar dos ricos para distribuir aos demais. O problema é que o apetite do governo por dinheiro era tão grande que logo os impostos precisaram ser lançados sobre a classe média e daí “ir descendo”.

Robert Kiyosaki

Em suma, a teoria dos impostos é uma contribuição igualitária entre ricos e pobres para o bem de todos. Entretanto, na prática, os pobres pagam, proporcionalmente, mais impostos do que os ricos.

O próprio Warren Buffet, investidor bilionário, por exemplo, já admitiu que sua secretária paga, proporcionalmente, mais impostos do que ele, e isso não é uma exceção.

Fonte: Exame

Enfim, não importa o que inventasse a turma do “Tire dos ricos”, os ricos sempre encontravam uma forma de passá-la para trás.

Aqui no Brasil não é diferente, pois não importa o quanto de imposto é cobrado, os ricos sempre arrumam uma forma de pagar menos impostos.

Um segredo chamado Sociedade Anônima

Uma sociedade anônima é simplesmente um documento legal que cria um corpo jurídico sem alma. A fortuna dos ricos estava novamente protegida. Mais uma vez as sociedades anônimas se tornaram populares — depois que as leis do imposto de renda permanente foram aprovadas — porque a alíquota do imposto de renda sobre as sociedades anônimas era menor do que as vigentes sobre as pessoas físicas. Além disso, como foi mostrado anteriormente, certas despesas poderiam ser descontadas da renda tributável da sociedade anônima.

Robert Kiyosaki

Por definição, uma sociedade anônima é um modelo de companhia com fins lucrativos, caracterizada por ter o seu capital financeiro dividido por ações.

Assim, os donos das ações são chamados de acionistas e, neste caso, a empresa deve ter sempre dois ou mais acionistas.

Porém, aqui Brasil não precisa nem ser uma sociedade anônima, basta abrir um CNPJ como Microempreendedor Individual – MEI e você já terá uma tributação reduzida.

Trabalhamos para pagar imposto

O americano comum de hoje trabalha de cinco a seis meses para o governo, antes de ter conseguido o suficiente para pagar seus impostos. Em minha opinião, isso é tempo demais. Quanto mais arduamente você trabalha, tanto mais você paga ao governo. É por isso que acredito que a ideia de “Tire dos ricos” acaba sendo um tiro pela culatra para aqueles que a votaram.

Robert Kiyosaki

Percebe a semelhança com o nosso país?

Não é um problema de Estado, mas sim de que, ao criar mecanismos para tributar os ricos, a classe média acaba arcando com as consequências e o pagamento dos impostos.

Por esse motivo, por mais que sejam criados mecanismos para taxar os ricos, eles sempre acharão um jeito de pagar menos impostos.

Reforma tributária para quem?

Toda vez que as pessoas tentam punir os ricos, estes não apenas não obedecem, como reagem. Eles têm o dinheiro, o poder e a intenção de mudar as coisas. Não ficam sentados e pagam voluntariamente mais impostos, ao contrário, buscam maneiras de minimizar sua carga tributária. Contratam advogados e contadores competentes e convencem os políticos a mudar as leis ou a criar artifícios legais. Eles têm os recursos para fazer mudanças.

Robert Kiyosaki

Em síntese, um dos principais debates políticos no dia de hoje no Brasil é a reforma tributária.

Mas você acha realmente que os ricos realmente vão pagar mais impostos ou eles vão criar mecanismos legais para escapar dessa tributação?

Do mesmo modo, você consegue fugir do pagamento de impostos? Conhece toda a complexidade das leis e os mecanismos legais para pagar menos impostos?

Nesse ínterim, no livro o autor cita uma brecha legal da lei americana chamada seção 1031, que permite o vendedor de um imóvel adiar o pagamento de impostos sobre o ganho de capital resultante da venda, se este imóvel for trocado por outro mais caro.

Portanto, esse é um dos vários exemplos de brechas legais que, somente quem possui conhecimento do assunto ou quem consegue pagar especialistas, terá acesso para poder usufruir.

Use as leis a seu favor

Meu pai pobre nunca se rebelou. Nem meu pai rico. Este foi apenas mais esperto, e usou as sociedades anônimas — o maior segredo dos ricos.

Robert Kiyosaki

Ao invés de se revoltar contra o pagamento de impostos, procure entender como funciona o sistema e use isso a seu favor.

Você precisa conhecer as leis, a forma como funciona o sistema. Se for ignorante, é fácil ser intimidado. Se você sabe do que está falando, tem uma chance de vencer. É por isso que ele pagava tanto a advogados e contadores especialistas em tributação.

Robert Kiyosaki

Essa é a grande lição deste capítulo, pois o autor não fala em sonegar impostos, fazer trambiques, ou algo que seja contra a lei.

De fato, ele apenas defende que você use de artifícios legais para pagar menos impostos, e esse artifício nada mais é do que abrir uma sociedade anônima, onde você alocará seus ativos e pagará menos impostos.

Aliás, lembre-se sempre dos ensinamentos:

  • Os ricos não trabalham pelo dinheiro;
  • Busque a alfabetização financeira;
  • Cuide de seus negócios.

4 grandes áreas do QI financeiro

Com todo o conhecimento adquirido por Robert Kiyosaki e validado na prática, ele agora ensina os outros, por meio de seminários, tudo o que aprendeu.

Além disso, ele sempre lembra seus alunos de que o conceito de QI financeiro é dividido em quatro grande áreas.

Contabilidade: É o que chamo de alfabetização financeira. Uma habilidade vital se você quer construir um império. Quanto mais dinheiro estiver sob sua responsabilidade, mais acuidade é exigida ou a casa desmorona. É o lado esquerdo do cérebro, ou os detalhes. A alfabetização financeira é a capacidade de ler e entender demonstrações financeiras. Isso lhe permite identificar os pontos fortes e fracos de qualquer negócio.

Investimento: O que eu chamo de ciência do dinheiro que faz dinheiro. Isso envolve estratégias e fórmulas. É o lado direito do cérebro, ou o lado criativo. Uma pessoa com conhecimento das vantagens tributárias e a proteção oferecida por uma sociedade anônima pode enriquecer muito mais rapidamente do que alguém que é simples empregado ou proprietário único de uma empresa. É como a diferença entre andar e voar. A diferença é muito profunda quando se trata de riqueza a longo prazo.

Vantagens tributárias: Os empregados ganham e o imposto é descontado na fonte, assim eles têm que tentar sobreviver com o que sobra. Uma sociedade anônima fatura, gasta tudo o que pode e paga imposto sobre o que sobra. É uma das principais brechas tributárias de que se valem os ricos.

Proteção contra processos judiciais:Os ricos escondem boa parte de sua fortuna por meio de sociedades anônimas e fundos fiduciários para proteger seus ativos dos credores. Quando alguém processa uma pessoa rica, depara-se frequentemente com camadas de proteção legal e descobre, finalmente, que a pessoa rica não possui, de fato, nada. Os ricos controlam tudo, mas não possuem nada. Os pobres e a classe média tentam ser donos de tudo e o perdem para o governo ou para outros cidadãos que gostam de processar os ricos.

Robert Kiyosaki

Portanto, é de extrema importância entender e estudar sobre essas 4 grades áreas do QI financeiro, pois o caminho para a riqueza exigirá esse tipo de conhecimento.

Como pagar menos imposto?

Não é o objetivo deste livro entrar nos detalhes da propriedade de uma sociedade anônima. Mas se você possui qualquer tipo de ativo legítimo, eu sugeriria que você pensasse, o mais rápido possível, em saber mais a respeito dos benefícios e da proteção oferecidos por uma sociedade anônima.

Robert Kiyosaki

Em resumo, os ricos ganham, gastam e depois pagam impostos, enquanto que as pessoas que trabalham para empresas ganham, pagam impostos e depois gastam.

Essa diferença, apesar de parecer ser apenas uma mudança na ordem em que o imposto é pago, pode significar quantias muito menores de pagamento de imposto.

Isso porque, nas sociedades anônimas, o imposto é calculado somente no final, quando as despesas já foram pagas. Por conseguinte, a base de cálculo do imposto já está menor, bem como o imposto que será pago.

Conclusão

Em suma, neste capítulo, você aprendeu que:

  • na prática, os ricos pagam proporcionalmente menos impostos;
  • o segredo para isso é a sociedade anônima;
  • o conceito de QI financeiro é dividido em quatro grande áreas: Contabilidade, Investimento, Vantagens Tributárias e Proteção contra processos judiciais.

No próximo post, falarei sobre o sexto capítulo do livro “Lição 5: Os ricos inventam dinheiro”.

A ideia é mostrar como colocar sua criatividade a serviço da solução de problemas financeiros, porque o ativo mais poderoso que todos nós possuímos é nossa mente.

Murilo Massaretto

Murilo MassarettoEconomista com especialização em Finanças, Investimentos e Banking