fbpx

É provável que você já esqueceu de pagar uma conta? Teve que pagar juros por isso? Então veja esses 5 passos para não deixar de pagar uma conta.

Aliás, neste post falarei de:

Quem nunca esqueceu de pagar um boleto no vencimento?

A verdade é que as vezes um descuido pode ocasionar o pagamento em atraso de alguma conta, mas o problema é quando o atraso vira recorrente e a desorganização toma conta das finanças.

Além do fato de ter que pagar juros, que dependendo da conta pode ser exorbitante, você também pode ser incluído no cadastro de inadimplentes, o famoso “nome sujo” do Serasa e, dessa forma, pode enfrentar dificuldades na hora de conseguir crédito.

Nos casos mais graves, ainda é possível ter o serviço suspenso ou até ter os bens penhorados por meio de ação judicial com efeito de arcar com o pagamento da dívida.

Segundo os dados do Indicador Serasa Experian de Inadimplência do Consumidor, em janeiro de 2020 eram mais de 63 milhões de consumidores inadimplentes, ou seja, mais de 30% da população brasileira com pelo menos um compromisso vencido e não pago.

A pesquisa não foi atualizada, mas com a pandemia, com certeza o número de pessoas que deixaram de pagar uma conta deve ter piorado ainda mais.

Portanto, tendo em vista esse problema de organização financeira que afeta a vida de tantos brasileiros, resolvi resumir em 5 passos uma forma de você não deixar de pagar uma conta.

Os 5 Passos:

Em primeiro lugar, é preciso ter uma visão geral do que está ocorrendo na vida financeira.

1) Listar todas as contas e datas de vencimento

Ao listar todas as contas e datas de vencimento, você terá, de fato, uma visão geral de como seus desembolsos são realizados ao longo do mês.

Você pode fazer uma simples folha de papel ou em uma planilha, mas é importante fazer esse passo para você poder visualizar como é feita a distribuição de pagamentos ao longo do mês.

Por exemplo, elaborei essa lista com uma simulação de contas e as datas de vencimento:

ContaVencimento
ÁguaDia 10
LuzDia 25
GásDia 15
Fatura do Cartão de CréditoDia 1
Parcela do FinanciamentoDia 10
AluguelDia 06
CondomínioDia 10
Lista de contas e vencimentos
2) Pagar as contas em uma única data

Uma vez que você já listou todas as contas e datas de vencimento e teve um panorama geral de como suas contas se dividem ao longo do mês, o ideal é alterar todas as datas de vencimento para uma única data.

Por mais que existam contas em que isso não seja possível, os serviços e produtos mais comuns costumam ser maleáveis, por exemplo, companhia de água, luz e cartão de crédito.

Nesse sentido, uma dica interessante é colocar a data de vencimento de 1 a 2 dias após o seu recebimento. Por exemplo, se você recebe no dia primeiro, o ideal é colocar o vencimento das contas até, no máximo, o dia 3 de cada mês.

Dessa forma, você aproveita o recebimento do salário para se livrar de todas as suas obrigações e, como consequência, o que sobrar você poderá usufruir até o final do mês.

Assim, baseado na mesma lista do item anterior e, supondo que receba seu salário todo dia 1º de cada mês, você começa a migrar aos poucos as contas em que for possível alterar a data de vencimento para uma única data.

Por isso, veja o exemplo abaixo:

ContaVencimento AtualVencimento Futuro
ÁguaDia 10Dia 10
LuzDia 25Dia 10
GásDia 15Dia 10
Fatura do Cartão de CréditoDia 1Dia 10
Parcela do FinanciamentoDia 10Dia 10
AluguelDia 06Dia 06
CondomínioDia 10Dia 10
Lista de contas e vencimentos otimizada

Como as contas de condomínio e a parcela do financiamento são mais difíceis de mudar a data do vencimento, resolvi ajustar as demais contas para a mesma data, como resultado, a maioria das contas será paga no dia 10 de cada mês.

O aluguel, por sua vez, também é menos flexível para alteração na data de vencimento, portanto, permanece no dia 6.

Portanto, repare como fica mais fácil de garantir o pagamento de todas as contas, pois elas estão concentradas em um único dia.

3) Colocar em débito automático

Em seguida, depois de alterar data de vencimento para uma única data, você pode colocar em débito automático todas aquelas contas em que for possível.

Dessa forma, toda vez que chegar no vencimento, o valor devido é debitado automaticamente, e você evita deixar de pagar uma conta atrasado.

Assim como a mudança de data de vencimento, as companhias de serviço básico como água e luz e o cartão de crédito, também possuem a opção de débito automático.

Por fim, vale lembrar que existe o DDA – Débito Direto Autorizado, que permite que todos os compromissos de pagamentos sejam recebidos eletronicamente, assim, os valores das transações, serão automaticamente creditados na conta corrente dos clientes credores.

Ou seja, é como se fosse um boleto bancário, porém você só acessa pela sua conta no banco.

4) Definir um dia para pagar as contas

Para não deixar de pagar uma conta na data do vencimento, vale a pena definir uma data limite para programar ou realizar os pagamentos de fato.

Em contrapartida, as contas que já estão no débito automático não vão precisar dessa etapa, porém, as demais contas onde não for possível colocar em débito automático, vale a pena definir um dia específico para realizar o pagamento.

Por exemplo, caso você efetue o pagamento das contas direto na agência do banco ou no estabelecimento que vai receber aquela conta, a data deve ser o dia de vencimento, assim, você se programa para fazer todos os pagamentos de uma só vez.

Por outro lado, se você já utiliza as facilidades do internet banking, pode definir uma data com antecedência para deixar programado o pagamento das contas na data em que elas forem vencer.

No nosso exemplo anterior, já que recebe todo dia 1º, você pode definir o dia 5 como o dia para programar todos os pagamentos, seja o aluguel, que vence dia 6, sejam as demais contas que vencem no dia 10.

5) Deixar um lembrete

Por fim, vale a pena deixar um lembrete para garantir que nenhuma conta vai deixar de ser paga.

Em suma, você pode definir um alarme no seu celular, um compromisso no seu calendário de e-mail, ou até mesmo deixar um lembrete de papel em algum lugar visível.

Com o tempo, você vai acabar pegando o hábito de pagar as contas em dia, por conseguinte, economizará com juros e multas e evitará que seu nome entre para a lista de inadimplentes.

Conclusão

Esse é o planejamento que eu utilizo para o pagamento das minhas contas e que funciona há muitos anos, pois dificilmente esqueço ou deixo de pagar uma conta na data de vencimento.

Enfim, experimente colocar em prática essas dicas por alguns meses e me conta nos comentários qual foi o resultado e o que você achou.

Murilo Massaretto

Murilo MassarettoEconomista com especialização em Finanças, Investimentos e Banking