fbpx

No último dia 19/05, a B3 divulgou um estudo sobre o perfil dos investidores pessoa física e surpreendeu com os novos investidores, que possibilitaram atingir um recorde de 2 milhões de CPF’s cadastrados.

Nesse post falarei de:

Recorde de novos investidores cadastrados

O número é surpreendente por 2 motivos: o rápido crescimento e o período em que se deu.

Sobre o rápido crescimento, vale destacar que a bolsa já tinha realizado um crescimento expressivo no número de investidores cadastrados em 2019, dobrando o valor que vinha sendo mantido nos últimos 10 anos.

Entretanto, apenas nos 4 primeiros meses de 2020, o valor foi quase dobrado novamente, atingindo a marca recorde de 2 milhões de CPF’s cadastrados na bolsa de valores.

Porém, o mais surpreendente foi o período em que se deu o crescimento, pois apesar de 400 mil novos investidores terem entrado nos 3 primeiros meses de 2020, ainda houve crescimento em abril, ou seja, em plena pandemia que afetou diretamente a vida financeira de milhares de pessoas.

Fonte: B3

Começando com menos de R$500

Outro dado muito interessante a ser comemorado e compartilhado é de que dos 223 mil novos investidores que entraram na bolsa em março, cerca de um terço fez o primeiro investimento com menos de R$500.

Fonte: B3

Isso mostra a democratização do acesso ao mercado de capitais e desmistifica a história de que as pessoas precisam de muito dinheiro para investir.

Além disso, grande parte da explicação é a facilidade nos dias de hoje que as pessoas têm de abrir conta em uma corretora. Isso porque o processo é feito integralmente por meio digital (aplicativo ou site) e as exigências são mínimas comparadas com alguns anos atrás.

Por fim, toda essa transformação digital também trouxe redução de custos para as corretoras, que também repassaram aos clientes, através de isenção ou redução significativa de taxas e tarifas.

Vale lembrar que você pode abrir conta em mais do que uma corretora e que não paga nada por manter a conta aberta.

Renda fixa x Renda variável

O estudo mostra que as pessoas físicas estão migrando a cada dia mais para a renda variável e que os valores investidos não são altos.

Uma parte da explicação é que a maioria dos novos investidores que entraram na bolsa são jovens de 25 a 39 anos, e que agora representam 49% do total. Ou seja, trata-se de uma mudança geracional que está muito mais aberta a investir em renda varável.

Porém, é sempre importante lembrar que, antes de investir em renda variável, é recomendável que você tenha uma reserva de emergência em renda fixa.

Por isso, comece com investimentos com liquidez para resgatá-los de forma rápida e sem perder valor em caso de alguma necessidade.

Diversificação dos novos investidores

Ao longo do tempo, os novos investidores também estão descobrindo novos produtos disponíveis na bolsa de valores.

Além das ações, também existem opções como os Fundos de Investimento Imobiliário (FIIs) e os Exchange-Traded Fund (ETFs).

O estudo mostra que, em 2016 havia uma base de investidores bastante concentrada em ações, no entanto, em março de 2020 quase metade da base (46%) já possui mais de um produto de renda variável.

Além disso, as pessoas estão investindo em mais empresas, diversificando seus portfolios de ações. Se em 2016 apenas 26% da base tinha 5 ou mais empresas em carteira, esse número subiu para quase metade da base em 2020 (48%).

Dessa forma, essa é mais uma boa notícia, pois a diversificação da carteira é uma das melhores formas de mitigar os riscos. Em outras palavras, quando você não coloca todos os ovos na mesma cesta, se uma das cestas for impactada, você ainda tem outras opções.

Portanto, ao investir na bolsa, procure montar uma carteira com diferentes produtos e empresa, para que possa mitigar os riscos e conseguir retornos melhores.

Como me Planejar para Começar a Investir?

Se você quer fazer parte dessa leva de novos investidores, você pode baixar gratuitamente o e-book “Como me Planejar para Começar a Investir?”

Além disso, na próxima quarta-feira (27/05), a partir das 20:30, farei uma live com meu amigo Thiago Rodrigues através do instagram Murilo Massaretto.

A conversa será direcionada para quem quer começar a investir e, tenho certeza que poderá te ajudar a fazer parte desse crescimento de investidores.

Murilo Massaretto

Murilo MassarettoEconomista com especialização em Finanças, Investimentos e Banking