fbpx

No capítulo 7 do livro Pai Rico, Pai Pobre o autor ensina a quinta lição sobre como os ricos possuem o dom de inventar dinheiro.

No capítulo 8, vamos aprender aprender sobre como superar obstáculos, uma vez que pessoas alfabetizadas financeiramente também não conseguem formar uma coluna sólida de ativos.

Capítulo 8 – Como superar obstáculos.

Em resumo, neste post falarei de:

5 razões que levam a não desenvolver uma coluna de ativos

Primeiramente, o autor lista 5 razões principais que levam pessoas financeiramente alfabetizadas a não desenvolver uma coluna de ativos significativa. Isto é, que poderia render grandes montantes de fluxo de caixa.

Essas cinco razões são:

1. Medo.

2. Ceticismo.

3. Preguiça.

4. Maus hábitos.

5. Arrogância.

Robert Kiyosaki
1) Medo

Meu pai rico entendia as fobias relativas ao dinheiro. “Algumas pessoas têm pavor de cobra. Algumas pessoas têm pavor de perder dinheiro. Ambas são fobias”, dizia. Sua solução para a fobia de perder dinheiro era um pequeno verso:

“Se você odeia risco e preocupação… comece cedo.”

Robert Kiyosaki
Qual o seu perfil de risco quando se fala em investimento?

Hoje em dia, certamente é fácil identificar o seu perfil de investimentos. Isso porque existem questionários gratuitos que podem te ajudar a descobrir se ele é: conservador, moderado ou agressivo.

Caso ele seja conservador, ou seja, você tenha fobia de perder dinheiro, basta começar a investir desde cedo.

Por exemplo, se você investir R$100/mês dos 20 até os 65 anos de idade, terá aproximadamente R$100 mil no final do período.

Por outro lado, se você não tiver muito tempo pela frente ou se quiser aposentar-se mais cedo, você não pode simplesmente evitar o assunto. Pelo contrário, precisa lidar com o medo de perder dinheiro.

Assim, quanto mais você falar sobre isso, maior será a naturalidade que irá tratar o assunto. Além disso, vencer significa não ter medo de perder.

O fracasso inspira os vencedores. E o fracasso derrota os perdedores. É o maior segredo dos ganhadores. É o segredo que os perdedores não conhecem. O maior segredo dos vencedores é que o fracasso inspira a vitória; por isso eles não têm medo de perder.

Robert Kiyosaki
Lidando com o medo

Em suma, para lidar com o medo, adquira informação e conhecimento.

Por exemplo, imagine ir para uma guerra sabendo todas as informações do inimigo, localização, armamento, número de soldados, etc.

Você teria medo?

A mesma coisa funciona para o dinheiro. Ou seja, quanto mais informação, menos medo.

Portanto, comece pequeno e vá explorando aos poucos as possibilidades.

Se você odeia perder, procure a segurança. Se perder o enfraquece, procure a segurança. Procure aplicações equilibradas. Se você tem mais de 25 anos e está apavorado em assumir riscos, não mude. Procure a segurança, mas comece cedo. Comece a formar suas poupanças cedo porque vai levar tempo.

Robert Kiyosaki

Não tem problema ter medo, existem várias opções de ativos seguros para se investir. Porém, o caminho é mais longo.

Mas se você tem sonhos de liberdade, a primeira coisa a perguntar-se é: “Qual a minha reação ante o fracasso?” Se o fracasso o inspirar a ganhar, talvez você deva seguir adiante — mas só talvez. Se o fracasso o enfraquece ou o leva ao desespero — como os garotos mimados que correm ao advogado para processar alguém toda vez que as coisas não saem do seu jeito — então procure a segurança. Fique com seu emprego. Ou compre títulos ou fundos mútuos. Mas lembre que esses instrumentos financeiros também têm seus riscos mesmo sendo mais seguros.

Robert Kiyosaki
2) Ceticismo

Todos nós temos dúvidas. Um sentimento horrível aperta nosso estômago. Às vezes não conseguimos dormir. Não andamos para a frente, de modo que ficamos com a segurança e abandonamos as oportunidades. Observamos a vida passando por nós enquanto sentamos imobilizados com um frio no corpo. Todos já passamos por isso na vida, alguns mais do que outros.

Robert Kiyosaki
Quem tem alguma certeza sobre a vida?

Quando nos deparamos com algo novo, tudo vira incerteza. Por exemplo, o impacto do Coronavírus no início da pandemia.

Ninguém sabia e sabe o que vai acontecer. Porque é a primeira vez que está acontecendo.

Na nossa vida acontece da mesma forma. É a primeira vez que a gente está vivendo, temos muitas dúvidas.

É o primeiro emprego, primeiro aluguel, primeiro boleto, primeiro investimento. Mas não podemos ficar inertes a esse sentimento.

A maioria das pessoas é pobre porque quando se trata de investir, o mundo está cheio de “pessimistas” que correm gritando “O céu está caindo”. “O céu está caindo.” E os pessimistas atingem seus objetivos porque todos somos um pouco pessimistas. Muitas vezes é necessário coragem para não permitir que rumores e anúncios de desastres afetem nossas dúvidas e medos.

Robert Kiyosaki
A história do elefante de circo

A saber, quando ainda havia elefantes em circos, eles eram domesticados desde pequenos ficando amarrados a um tronco de madeira.

Dessa maneira, o condicionamento a ficarem amarrados desde pequenos, fazia com que eles não tentassem fugir quando estavam amarrados.

Por conseguinte, mesmo adultos, com a força capaz de colocar o circo inteiro abaixo, eles permaneciam atados.

Sempre que menciono para alguém, especialmente para aqueles que aplicam em Certificados de Depósito, que também aplico daquela forma, ouço dizer que se trata de uma opção arriscada. Dizem que eu não deveria aplicar nesses títulos. Quando pergunto como obtiveram essa informação, mencionam um amigo ou uma revista de negócios. Eles nunca aplicaram nisso e falam para quem o faz que é um equívoco fazê-lo. O rendimento mais baixo que procuro é 16%, mas pessoas cheias de dúvidas se conformam com 5%. A dúvida é cara.

Robert Kiyosaki
Ninguém gosta de perder dinheiro

No mercado de ações ouço muita gente declarar: “Não quero perder dinheiro.” Bom, o que os leva a pensar que eu ou qualquer outra pessoa gostamos de perder dinheiro? Eles não ganham dinheiro porque optam por não perder dinheiro. Em lugar de analisar, fecham suas mentes a outro poderoso meio de investimento, o mercado de ações.

Robert Kiyosaki

De for investir, analise bem as oportunidades. Estude bem o tipo de investimento que pretende adquirir e faça a escolha de forma racional.

Em outras palavras, busque conhecimento, tanto para perder o medo, quanto para romper com o ceticismo.

3) Preguiça

Hoje em dia, encontro frequentemente gente muito ocupada para cuidar de sua riqueza. E há pessoas muito ocupadas para cuidar da própria saúde. A causa é a mesma. Estão ocupadas e continuam ocupadas como forma de evitar algo que não desejam enfrentar. Ninguém precisa lhes dizer isso. No seu íntimo elas sabem. De fato, se você falar sobre o assunto com elas, elas respondem muitas vezes com raiva ou irritação.

Robert Kiyosaki

Se não estão ocupadas com o trabalho ou com as crianças, muitas vezes estão ocupadas assistindo à televisão, no celular ou fazendo compras.

Mas, lá no fundo sabem que estão fugindo de algo importante. Essa é a forma mais comum de preguiça. A preguiça mantendo-se ocupado.

A maioria das pessoas sabe onde está o problema

Saber onde está o problema é fácil. Mas poucos querem realmente enfrentar, porque não é fácil, porque dá preguiça.

Pai rico proibia que se dissesse “Não dá para comprar”.

Na casa de minha família de verdade, escutava isso a toda hora. Já pai rico queria que seus filhos dissessem: “Como posso comprar isso?” Ele considerava que as palavras “Não dá para comprar” fechavam o cérebro. Você não precisava pensar mais. “Como posso comprar isso?” era uma forma de abrir a mente. Obrigava você a pensar e buscar alternativas.

Robert Kiyosaki

Já diria Raul Seixas, “Se eu fosse burro, não sofria tanto”. Isso porque é mais fácil não pensar. Ou seja, ao não buscar a solução dos problemas, você encontra algo mais fácil, a acomodação.

As pessoas se sentem culpadas por sua ambição

É um condicionamento que vem da infância. Ou seja, as pessoas desejam ter condições melhores do que a vida atualmente as oferece.

Mas a maioria foi condicionada a dizer: “Você não pode ter isso” ou “Você não vai comprar isso nunca” ou “Isso não é pra mim”.

Assim, como combater a preguiça? A resposta está em um pouco de ambição.

Robert Kiyosaki

Para vencer esse condicionamento, experimente utilizar o poder do “e se”:

“e se eu nunca tivesse de voltar a trabalhar?”

“e se eu tivesse todo o dinheiro de que preciso?”

Sem esse pouco de ambição, não há o desejo de ter algo melhor, de progredir. Isto é, você vai à escola e estuda muito porque quer algo melhor.

Portanto, seja um pouco ambicioso. É a melhor cura para a preguiça.

4) Maus hábitos

O reflexo de nossos hábitos na nossa vida é maior do que o de nossa educação.

Por exemplo, se você não organiza seu próprio quarto, como você quer organizar suas finanças?

Se você não consegue respeitar um horário combinado, como você vai aguentar deixar o dinheiro investido até o prazo de liquidação?

Por isso, é importante manter hábitos saudáveis para ter uma vida saudável, em todos os sentidos.

Pague a você primeiro

—Depois de pagar a mim mesmo, a pressão para pagar meus impostos e os demais credores é tão grande que me obriga a buscar outras formas de renda. A pressão para pagar se torna uma motivação. Já tive empregos extras, comecei outros empreendimentos, negociei na bolsa, qualquer coisa para ter certeza de que esses caras não ficassem gritando comigo. Essa pressão me fez trabalhar mais, me obrigou a pensar, e tudo isso me tornou mais esperto e mais ativo no que se refere a dinheiro. Se eu deixasse para me pagar no final, não teria sentido as pressões, e estaria quebrado.

Robert Kiyosaki

Se você pagar a você mesmo primeiro, ficará mais forte financeiramente, mentalmente e fisicamente.

Essa é a principal rotina a ser criada pelos investidores, ter o hábito de investir e, mais do que isso, o investimento deve ser prioridade.

Assim, hábitos financeiros saudáveis vão se converter em uma vida financeira saudável.

5) Arrogância

A arrogância é ego mais ignorância.

“O que eu sei me faz ganhar dinheiro. O que eu não sei me faz perder dinheiro. Toda vez que fui arrogante perdi dinheiro, porque quando sou arrogante, acredito mesmo que o que não sei não é importante”, repetia frequentemente pai rico.

Robert Kiyosaki

Muita gente usa a arrogância para tentar esconder a própria ignorância, principalmente no universo das finanças e dos investimentos.

Isso porque essas pessoas não têm ideia do que estão falando e, mesmo assim, fazem ofertas vazias.

Portanto, quando você for ignorante a respeito de um assunto, comece a instruir-se achando um especialista ou um livro sobre o tema.

Além disso, aproveite as redes sociais e o conteúdo gratuito que está disponível em toda a internet.

Conclusão

Em suma, neste capítulo, você aprendeu:

  • 5 razões que levam a não desenvolver uma coluna de ativos;
  • O medo de perder tira a vontade de ganhar;
  • Esteja em constante aprendizado.

No próximo post, falarei sobre o nono capítulo do livro “Em ação”.

A ideia é mostrar os dez passos que pode ajudá-lo desenvolver os poderes para colocar tudo isso que a gente aprendeu em prática.

Murilo Massaretto

Murilo MassarettoEconomista com especialização em Finanças, Investimentos e Banking