fbpx

No segundo capítulo do livro Pai Rico, Pai Pobre o autor ensina que os ricos não trabalham pelo dinheiro, no terceiro capítulo, é a vez de falar sobre a importância da alfabetização financeira.

Capítulo 3 – Lição 2: Para que alfabetização financeira?

Antes de mais nada, neste post falarei de:

Dinheiro é a solução?

À primeira vista, o autor questiona a prioridade das pessoas, que se preocupam mais com dinheiro do que com a instrução financeira:

Estou muito preocupado com o fato de que gente demais se preocupa excessivamente com dinheiro e não com sua maior riqueza, a educação. Se as pessoas estiverem preparadas para ser flexíveis, se mantiverem suas mentes abertas e aprenderem, elas se tornarão cada vez mais ricas ao longo dessas mudanças. Se elas pensarem que o dinheiro resolverá seus problemas, receio que terão dias difíceis. A inteligência resolve problemas e gera dinheiro. O dinheiro sem a inteligência financeira é dinheiro que desaparece depressa.

Robert Kiyosaki

De fato, o dinheiro pode até te ajudar a ficar em uma situação mais confortável, porém não vai resolver o seu problema, ele apenas potencializa o seu padrão de comportamento.

Por exemplo, uma pesquisa nos EUA mostrou que cerca de um terço dos ganhadores de loteria vão à falência apenas alguns anos depois de receberem os primeiros milhões.

Então imagine que, se hoje você tem um padrão de comportamento que é gastar mais do que ganha, caso você ganhe na loteria, não vai resolver o seu problema, você apenas vai gastar muito mais do que hoje, até o dinheiro acabar.

Por outro lado, a inteligência vai te mostrar o que fazer com esse dinheiro, para que você não precise nunca mais de outra loteira para resolver os seus problemas.

Como ficar rico rapidamente?

Não tem fórmula mágica ou truque secreto, para ficar rico é preciso conhecer os investimentos, ou seja, é preciso ter alfabetização financeira.

Partindo deste princípio, quando as pessoas perguntam “Como o senhor começou?” ou “Diga-me como ficar rico rapidamente”, elas frequentemente ficam muito desapontadas com minha resposta. Eu simplesmente lhes digo o que meu pai rico me falou quando eu era um moleque: “Se você quiser ficar rico, você precisa de uma alfabetização financeira.”

Robert Kiyosaki

Em outras palavras, não adianta uma grande fortuna se a pessoa não mudar a mentalidade e não aprender a lidar com o dinheiro, pois ela vai acabar perdendo tudo.

Além disso, o dinheiro é a única coisa que temos que lidar até o final da vida, portanto, quanto antes você dominar os conhecimentos das finanças, mais chances você terá de ficar rico.

A diferença entre um ativo e um passivo financeiro

De fato, você tem que ler e entender os números.

Regra Número Um. Você tem de conhecer a diferença entre um ativo e um passivo e comprar ativos. Se você deseja ser rico, isso é tudo o que você precisa conhecer. É a Regra Número Um e é a única regra.

— As pessoas ricas adquirem ativos. Os pobres e a classe média adquirem obrigações pensando que são ativos

Robert Kiyosaki

Por mais que essa regra possa parecer simples, as pessoas não dão a devida atenção, desse modo, as pessoas não ficam ricas porque não sabem distinguir um ativo de um passivo.

Demonstração de Renda e Balanço

A saber, essa é uma Demonstração de Renda ou Demonstração de Lucros e Perdas. De acordo com ela, é possível medir renda e despesas, ou seja, o dinheiro que entra e que sai.

Ao mesmo tempo, o diagrama inferior é um Balanço, porque representa o equilíbrio entre ativos e passivos. Além disso, o Balanço se relaciona com a Demonstração de Renda e o entendimento desta relação é vital.

A relação entre o Balanço e a Demonstração de Renda é importante devido ao simples fato de que os ativos põem dinheiro no seu bolso, enquanto que os passivos tiram o dinheiro do seu bolso.

Portanto, ao seguir a regra número um e comprar ativos, você estará trazendo dinheiro para o seu bolso.

Exemplo na prática

Agora eu te pergunto: Afinal, uma casa é um ativo ou um passivo?

A resposta é simples, pois se você usa a casa para morar, ela é um passivo, afinal, pagar água, luz, IPTU, condomínio, manutenção, entre outras despesas, irão tirar dinheiro do seu bolso.

Por outro lado, se a casa for uma fonte de renda através de aluguel, aí sim ela será considerado um ativo, pois estará trazendo dinheiro para o seu bolso.

Exemplificando o fluxo de caixa

Agora que você já entendeu a diferença entre um ativo e um passivo, vamos exemplificar o fluxo de caixa de um passivo.

Passivo

Um passivo está associados à despesas, portanto, quando adquire um passivo, está tirando dinheiro do seu bolso.

Por exemplo, quando você compra um automóvel para o lazer, você está adquirindo um passivo.

Isso porque esse automóvel vai gerar despesas (combustível, manutenção, seguro, etc.) e, consequentemente, vai tirar dinheiro do seu bolso.

Por outro lado, se você investe em um ativo, como por exemplo, um título do tesouro direto, esse ativo não vai gerar despesas, mas sim rendimentos.

Por conseguinte, investir em um ativo vai trazer dinheiro para o seu bolso e é isso que você realmente precisa saber.

Se quer ser rico, simplesmente passe sua vida comprando ativos. Se quer ser pobre ou pertencer à classe média, passe a vida comprando passivos. É o desconhecimento dessa diferença que provoca a maior parte das dificuldades financeiras na vida real.

Robert Kiyosaki
Pessoa pobre ou jovem que mora com os pais

Posto que, na grande maioria das famílias, a história financeira pode ser resumida em uma vida comprando passivos no lugar de ativos, estas famílias terão um fluxo de caixa parecido com este:

Consequentemente, essas famílias precisam percorrem um percurso de trabalho árduo na tentativa de progredir, pois sempre estão correndo atrás para conseguir dinheiro para pagar os passivos que compraram.

São pessoas que fazem financiamento de um bem, compram de tudo no cartão de crédito e acabam fazendo dívidas e contraindo empréstimos que alimentam o ciclo recorrente.

Pessoa rica

Por outro lado, a história financeira de uma pessoa rica é resumida na compra de ativos, possibilitando o aumento das rendas.

Existem várias opções de ativos disponíveis, como por exemplo: ações, títulos públicos, títulos privados, promissórias, imóveis para locação, propriedade intelectual, etc.

São esses ativos que vão garantir que o dinheiro entre no seu bolso através de: dividendos, juros, renda do aluguel, royalties, etc.

De fato, os fluxo estão simplificados, mas a ideia é mostrar a falha no pensamento de tantas pessoas de que o dinheiro resolverá todos os problemas.

E como está o seu fluxo de caixa? Você está comprando ativos ou passivos?

Dinheiro na mão é vendaval

O dinheiro só acentua o padrão de fluxo de caixa que está na sua mente. Se seu padrão for gastar tudo o que ganha, o mais provável é que um aumento de dinheiro disponível apenas resulte em um aumento de despesa.

Robert Kiyosaki

O maior exemplo para nós brasileiros são os jogadores de futebol, pois, uma boa parte desses jogadores tiveram sua origem humilde e sem recursos financeiros.

Porém, para os poucos que conseguem sucesso em algum time profissional, o patamar financeiro muda rapidamente, pois começam a ganhar fortunas de forma muito rápida.

Com essa fortuna em mãos e, tendo passado por tanta privação durante boa parte da vida, não é raro ver um jogador ostentando carros de luxo, roupas de grife e mansões milionárias.

Por outro lado, a carreira de um jogador de futebol é curta e, se ele não entender o funcionamento do dinheiro e comprar ativos enquanto os milhões estão entrando, pode ver todo o patrimônio conquistado ser diluído pouco a pouco na aposentadoria.

Por esse motivo vemos vários casos de jogadores que já foram milionários falirem, pois o aumento de dinheiro só acentuou seu padrão de consumo, ou seja, só fez com que as despesas aumentassem na mesma proporção.

O problema do analfabetismo financeiro

Lembre-se das pessoas com quem você estudou, seja na escola, seja na faculdade. Então, faça uma reflexão se os alunos que tiravam as melhores notas também são os que mais se deram bem na vida?

Como os estudantes deixam a escola sem habilidades financeiras, milhões de pessoas instruídas obtêm sucesso em suas profissões, mas depois se deparam com dificuldades financeiras. Trabalham muito, mas não progridem. O que falta em sua educação não é saber como ganhar dinheiro, mas como gastá-lo — o que fazer com ele depois de tê-lo ganhado

Robert Kiyosaki

É comum associar que o melhor aluno da sala irá ser médico, advogado ou engenheiro, pois são profissões que prometem maior recompensa financeira, porém hoje existem muitos médicos, advogados e engenheiros com dificuldades financeiras.

Isso é visto mais claramente se voltarmos ao caso do jovem casal. Em consequência do aumento de suas rendas, eles resolvem comprar a casa de seus sonhos. Uma vez adquirida, eles pagam um novo imposto, o chamado imposto de propriedade. Então, eles compram um carro novo, novos móveis e novos eletrodomésticos para montar o novo lar. E de repente acordam e a coluna do passivo está atulhada de dívidas hipotecárias e do cartão de crédito.

Robert Kiyosaki

Essa é a corrida dos ratos que falamos no capítulo anterior, além do mais, depois chegam os filhos, as despesas aumentam e o fluxo de caixa se acentua.

Eles nem sabem que o problema está na forma que escolheram para gastar o dinheiro que têm. São condicionados por seu analfabetismo financeiro e por não entenderem a diferença entre um ativo e um passivo.

Não tenha medo de ser diferente

O medo de ser diferente impede que muitas pessoas busquem novas formas de resolver seus problemas.

É esse mesmo medo, o medo do ostracismo, que leva as pessoas a se conformarem e a não questionarem opiniões aceitas ou tendências generalizadas. “Sua casa é um ativo.” “Faça um empréstimo consolidando suas dívidas e livre-se delas.” “Trabalhe com mais afinco.” “É uma promoção.” “Algum dia chego a vice-presidente.” “Poupe.” “Quando tiver um aumento, vou comprar uma casa maior.”

Robert Kiyosaki

Você tem medo de que? Começar a investir? Ter que cortar algum gasto? Anotar suas entradas e saídas no papel?

Por exemplo, tem gente que tem medo de olhar o saldo da conta corrente no domingo à noite, pois sabe que gastou mais do que deveria no final de semana.

Outras pessoas têm medo de acompanhar a fatura do cartão de crédito no final do mês, como se o fato de não olhar na conta fosse diminuir o valor da fatura.

Ter medo de ser diferente pode ser um problema, afinal você pode se conformar com a forma errada de lidar com o dinheiro.

O pai de Mike não tinha uma instrução formal, mas tinha conhecimentos financeiros e, em consequência, era bem-sucedido. Ele costumava repetir para nós: “Uma pessoa inteligente contrata pessoas mais inteligentes do que ela mesma.”  Portanto, Mike e eu tínhamos o privilégio de passar horas ouvindo e, no processo, aprendendo com pessoas inteligentes.

Robert Kiyosaki

Somente depois dos ensinamentos do Pai Rico que Robert e Mike começaram a questionar as opiniões aceitas ou tendências generalizadas.

Por isso, quando for pensar sobre alguma questão financeira daqui pra frente, questione se o que está fazendo é realmente certo e enfrente os problemas logo de cara, para evitar que a situação piore.

A sua casa é seu maior ativo?

Considerar que a casa é seu maior ativo é um dos exemplos mais comuns de opiniões formadas. Além do mais, para a maioria das pessoas, ela é não só seu maior investimento como também seu sonho.

O problema é que as pessoas passam a vida pagando por uma moradia que nunca será delas. De fato, enquanto você não terminar de pagar o financiamento, que costuma durar mais de 20 anos, a casa permanece um ativo do banco.

Além disso, o valor dos imóveis nem sempre aumenta, pois quando a oferta de casas é grande, o valor diminui e a casa passa a ser vendida por um preço menor do que o verdadeiro valor.

Entretanto, as maiores perdas são as das oportunidades que não foram aproveitadas, pois se todo o seu dinheiro está comprometido com o imóvel onde mora, você pode ser obrigado a trabalhar mais porque todo o seu dinheiro continua saindo na coluna das despesas em lugar de aumentar a coluna dos ativos.

O resultado de escolher a casa em lugar de investir em ativos te prejudica de 3 maneiras:

  1. Perda de tempo: porque ao invés da casa, outros ativos poderiam ter registrado aumento em seu valor.
  2. Perda de capital adicional: o dinheiro que você gastou no imóvel pagando altas despesas de manutenção e juros, poderia ter sido investido em algo que lhe trouxesse renda.
  3. Perdas na instrução: não investir implica em não aprender sobre investimentos, consequentemente, nunca terão acesso às verdadeiras oportunidades de investimento.

Por que os ricos ficam mais ricos?

Para exemplificar de uma forma simples, veja o diagrama abaixo:

A coluna dos ativos gera renda mais do que suficiente para cobrir as despesas. Consequentemente, todo mês sobra mais dinheiro para ser reinvestido na coluna dos ativos.

Ao investir em mais ativos, a coluna continua crescendo e a renda gerada também cresce.

O resultado é que os ricos ficam mais ricos!

A classe média se encontra em um estado de constantes dificuldades financeiras. Sua renda principal é gerada por salários e quando seus salários aumentam, os impostos também aumentam. Suas despesas tendem a crescer no mesmo montante de seus salários, daí a expressão “Corrida dos Ratos”. Eles consideram seu imóvel residencial como seu principal ativo, em lugar de investir em ativos geradores de renda.

Robert Kiyosaki

Por isso, é extremamente importante de começar a investir em ativos, a começar pela reserva de emergência, pois uma base sólida de ativos vai permitir que você busque investimentos mais especulativos, com retornos maiores de 100%.

Esses investimentos considerados “arriscados”, na verdade são taxados dessa maneira pela falta de alfabetização financeira, pois podem valorizar rapidamente seu patrimônio, desde que você saiba os fundamentos desses investimentos.

Trabalhe para você mesmo!

Como empregado possuidor da casa própria, seus esforços no trabalho em geral resultam no seguinte:

  1. Você trabalha para alguém: Os esforços e o sucesso da maioria das pessoas assalariadas ajudarão a garantir o sucesso, o enriquecimento e a aposentadoria do dono da empresa e de seus acionistas.
  2. Você trabalha para o governo: O governo fica com uma parte de seu salário, antes mesmo que você veja o dinheiro. Ao trabalhar mais, você simplesmente aumenta o montante de impostos que o governo arrecada — a maioria das pessoas trabalha de janeiro a maio apenas para o governo.
  3. Você trabalha para o banco: Depois dos impostos, sua maior despesa é, em geral, o financiamento do automóvel ou da casa e a conta do cartão de crédito.

Trabalhar para você mesmo significa investir em ativos que façam o seu dinheiro trabalhar por você. Dessa forma, quando sua coluna de ativos for grande o suficiente, você não dependerá mais de terceiros para ter sua fonte de renda.

Quanto mais dinheiro for destinado para a coluna dos ativos, mais esta crescerá. Quanto mais meus ativos crescerem, mais aumentará meu fluxo de caixa. E enquanto eu mantiver minhas despesas menores do que o fluxo de caixa gerado por esses ativos, eu me tornarei mais rico, com mais e mais fontes de renda além de meu trabalho físico.

Robert Kiyosaki

Por fim, lembre desta reflexão simples: Os ricos compram ativos. Os pobres só têm despesas. A classe média compra passivos pensando que são ativos.

Conclusão

Neste capítulo, você aprendeu que:

  • dinheiro não é a solução, mas controlar gastos sim;
  • ricos adquirem ativos, então você precisa saber diferenciar um passivo de um ativo;
  • alfabetização financeira é o principal fator desse processo de transformação.

No próximo post, falarei sobre o quarto capítulo do livro “Lição 3: Cuide de seus negócios”.

A ideia é mostrar que muitas pessoas passam a vida inteira trabalhando para todo mundo, menos para elas próprias e que, dessa forma, vão chegar no final da vida de trabalho sem nada.

Murilo Massaretto

Murilo MassarettoEconomista com especialização em Finanças, Investimentos e Banking